Conecte com a gente!

Geral

Campanha AME Ísis chega ao fim e apoiadores passam a ajudar Enzo Gabriel

Henrique Pajares

Publicado

em

Após ser sorteada para receber um medicamento de 2,1 milhões de dólares para o tratamento da Atrofia Muscular Espinhal – AME, a campanha AME Ísis se encerrou na região. Ísis Mariana Cardoso Labres, natural de Torres, foi diagnosticada aos quatro meses de idade com a doença. Desde então, uma onda de solidariedade de espalhou e a campanha para arrecadação de fundos para o tratamento se iniciou.

Um grupo de pessoas dos municípios de Capivari do Sul e Palmares do Sul, entre comerciantes e comunidade em geral, se mobilizou para ajudar, realizando diversas ações, como sorteio de prêmios, com a venda de rifas, e pedágio solidário.

No fim de setembro, no dia 29, os pais de Ísis anunciaram que a filha foi sorteada para receber o medicamento Zolgensma, no valor de 2,1 milhões de dólares para o tratamento da AME. O tratamento completo e mais efetivo é capaz de trazer mais vida ao agir direto e definitivamente no DNA com uma única dose. Esse medicamento é chamado de Zolgensma, um super avanço na história da neurologia e é permitido e fornecido apenas nos Estados Unidos, com custo de 2,1 milhões de dólares e só pode ser administrado em pacientes com até dois anos de vida.

No anúncio, realizado na conta oficial da campanha no Instagram, os pais de Isis destacaram sua alegria e ânimo renovado com essa notícia, agradecendo a solidariedade de todos envolvidos na Campanha AME Ísis. A partir de agora, os Amigos da Ísis redirecionam suas forças para a campanha AME o Enzo, morador de Novo Hamburgo, a pedido da família de Ísis. Enzo Gabriel, de um ano e sete meses, que possui a mesma doença, ainda não foi sorteado para receber o medicamento e segue na luta para angariar recursos.

Na próxima semana, dia 06 de novembro, será realizada venda de pastéis, no sistema pegue e leve, no Pavilhão do Parque Municipal de Capivari do Sul.

O que é AME?

É uma doença degenerativa que atinge apenas 1 a cada 10 mil nascidos. A capacidade do corpo de produzir uma proteína específica e essencial para o desenvolvimento e a sobrevivência dos neurônios motores é extremamente comprometida. O cérebro necessita dessa proteína para enviar ordens para os músculos pelos nervos. Esses neurônios são os responsáveis pelos gestos voluntários vitais que, para todas as outras pessoas, são gestos simples do corpo: se mover, engolir, falar e respirar são exemplos de situações e atividades de muita dor e luta para a doce Ísis.

A Medicina atual identifica 4 tipos de AME e com apenas 4 meses Ísis foi diagnosticada com o Tipo 1 – o tipo mais severo e agressivo.

Geral

Antecipação da vacina de grupos prioritários será avaliada pelo Ministério da Saúde

Henrique Pajares

Publicado

em

Durante a assembleia virtual do Conselho Nacional de Secretários Estaduais da Saúde (Conass), realizada na quarta-feira (24/3), os gestores estaduais, inclusive a secretária da Saúde do Rio Grande do Sul, Arita Bergmann, se posicionaram pela avaliação da antecipação da vacinação de professores e de profissionais das forças de segurança.

O assunto será pautado na próxima segunda-feira (29/3) em reunião da Câmara Técnica do Ministério da Saúde, conforme foi acordado com a coordenadora do Plano Nacional de Imunizações (PNI), Francieli Fontana.

A secretária Arita disse que esta avaliação deverá levar em conta os critérios técnicos do PNI, que é elaborado com base em dados epidemiológicos. Ela informou que o colegiado de secretários considera que essa antecipação só poderá ser realizada depois que todos os idosos forem vacinados.

A antecipação da vacinação destes grupos já ocorreu em alguns Estados da federação, mesmo não estando liberada pelo PNI.

Continue lendo

Geral

Petrobras reduz preço de gasolina e diesel nas refinarias em R$ 0,11 por litro

Henrique Pajares

Publicado

em

A Petrobras vai reduzir em R$ 0,11 por litro o preço médio da gasolina e do diesel nas refinarias, a partir de quinta-feira (25). Trata-se do oitavo reajuste em 2021. Na última mudança, que entrou em vigor no sábado (20), houve queda de cerca de 5% no preço médio da gasolina.

Com a redução de cerca de 4%, o preço médio de gasolina da Petrobras nas refinarias será de R$ 2,59 por litro, enquanto o preço médio do diesel passará a ser de R$ 2,75 por litro, queda de 3,8%.
A redução dos combustíveis está ligada ao valor do dólar e do barril de petróleo, que caiu 7,3% na última semana.

No entanto, no ano, a gasolina ainda acumula alta de 40,8% e o diesel, de 36,1%.

O repasse dos reajustes nas refinarias aos consumidores finais nos postos não é garantido, e depende de uma série de questões, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de etanol anidro.

Continue lendo

Geral

Fecomércio-RS pede a abertura do comércio aos fins de semana

Henrique Pajares

Publicado

em

Com a proximidade da Páscoa e diante da necessidade de aquisição de bens considerados não essenciais após sucessivas semanas de restrições, a Fecomércio-RS enviou ao governador Eduardo Leite novo pedido de ajuste das medidas de combate à Covid-19, para evitar a concentração de consumidores por conta da abertura do comércio apenas em dias e horários restritos. A entidade avisa que a redução da janela de abertura e proibição do comércio não essencial nos fins de semana podem levar a um número maior de clientes presentes simultaneamente nos estabelecimentos durante o seu funcionamento. Além disso, os consumidores que não podem realizar compras de segunda a sexta tendem a se concentrar no reduzido número de lojas que podem funcionar aos sábados e domingos.

Desta forma, pela experiência empresarial adquirida, a Fecomércio-RS alerta que, apesar de bem-intencionada, a restrição de abertura do comércio a horários reduzidos não tem o efeito esperado de diminuir a circulação e acaba por provocar maior concentração em um número menor de estabelecimentos, algo que vai contra as medidas indicadas para o combate do coronavírus. A entidade pede que o governador reconsidere a medida e reforça seu compromisso em estimular o cumprimento rígido de todos os protocolos de saúde nas empresas, que, como observado ao longo de 2020, limitam significativamente a transmissão do novo coronavírus.

Continue lendo

EM ALTA



Copyright © 2020 Jornal Integração. Desenvolvido por BLOOPER.