Conecte com a gente!

Palmares do Sul

Presidente da Câmara de Palmares do Sul rebate acusações que estaria disseminando o coronavírus

Polon relatou que não está com covid-19, e que realizou o teste duas vezes, ambos negativados

Publicado

em

O presidente da Câmara de Vereadores de Palmares do Sul, Polon Oliveira (PDT), publicou um vídeo no início desta semana em suas redes sociais negando as acusações que sofreu durante o programa Bom dia Cidade, da Rádio 100.7, feita pelo ouvinte Jorge Becker. O servidor público enviou uma nota a Rádio relatando que recebeu denúncias de que o presidente do Legislativo estaria com coronavírus e ainda propagando o vírus, realizando viagens de lazer.

Polon relatou que não está com coronavírus, e que realizou o teste duas vezes, ambos negativados. “Aos amigos que se preocuparam comigo passo a informação que estou bem, sem ter contraído o vírus. Agradeço aos que me deram e me dão forças a cada dia de suportar o jogo sujo dos politiqueiros, que tem interesses pessoais por trás das fofocas e mentiras”, comentou.

Em março, o mesmo cidadão, segundo Polon, já havia falado que a sua mãe teria contraído a doença e que mesmo assim estaria trabalhando na sua empresa em Quintão, no atendimento ao público. “Pela segunda vez isso é mentira. Antes, aceitei um pedido de desculpas e encerrou por aí. Hoje, irei tomar todas as medidas cabíveis. Esse senhor ataca pessoas, famílias, sem nenhuma responsabilidade. Fiquei muito chateado com a Rádio que divulgou esta informação sem saber a origem, e nem me questionar sobre isso, sem ao menos ter me ligado. São notícias falsas, mentirosas, e todos nós sabemos que é crime disseminar fake news”, disse o presidente.

A denúncia

A denúncia de que o presidente do Legislativo estaria com coronavírus foi feita pelo servidor público Jorge Becker, na segunda-feira, dia 29, durante o programa Bom dia Cidade. Na oportunidade, o apresentador Diego Di Luca leu na íntegra a mensagem enviada pelo ouvinte. “Recebi ontem duas denúncias através do watsapp, denúncias estas que se vierem a ser comprovadas, as autoridades da área da saúde terão que intervir imediatamente”, dizia a mensagem enviada.

De acordo com a nota, Jorge iniciou uma peregrinação atrás de informações e chegou a conclusão com 70% de possibilidade das denúncias serem verdadeiras, de que Polon Oliveira não iria presidir a sessão da Câmara de segunda-feira por que estava de quarentena, e mesmo assim estaria viajando com a namorada. Becker ainda relatou na nota que Polon não segue os procedimentos de procurar a secretaria de Saúde, tanto que fez e mandou os vereadores e servidores realizarem o teste de covid-19, com pagamento realizado pela Câmara. Por fim, ele ainda pediu que o povo de Quintão o ajudasse a descobrir se essas informações seriam verdadeiras.

Servidores e vereadores testados

Polon ainda explicou sobre a realização de testes a todos os servidores e vereadores da Câmara Municipal. Segundo o presidente, isso se deve ao fato que um dos servidores teve contato com um amigo, na qual este esteve com uma pessoa positivada.

“Realizamos o registro de preços e conseguimos os testes com um valor 20% abaixo do que a secretaria de Saúde está pagando. Após isso começaram as cobranças nas redes sociais. É importante ressaltar que estes testes são pagos, qualquer um, seja pela SUS. Nós vereadores não temos plano de saúde, como muitos falam. A preocupação nesta pandemia deve ser com a saúde, e não com o contra-cheque de cada um. Quando aconteceu um caso de coronavírus no distrito de Quintão, todos que trabalham no Posto de Saúde foram testados, inclusive médicos com salários infinitamente superiores a um vereador. Se um médico fez o exame, ótimo, perfeito, pois a preocupação deve ser com a sua vida e dos seus familiares, e não com quanto ele ganha”, finalizou.



Copyright © 2021 Jornal Integração.