Conecte com a gente!

Colunista: Gustavo Inácio

Safra de soja será recorde em 2020

Produção da oleaginosa deverá somar 119,4 milhões de toneladas, alta de 5,2% comparado ao ano passado

Publicado

em

O IBGE manteve a previsão de safra recorde de soja em 2020, segundo os dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA) de maio, divulgado na terça-feira, dia 9. A produção da oleaginosa deverá somar 119,4 milhões de toneladas, alta de 5,2% comparado ao ano passado. Mesmo a estimativa de maio para a produção de soja este ano ficando 1,4% abaixo da estimativa de abril, a safra da principal cultura nacional deverá superar o recorde anterior, de 2018. Segundo o IBGE, a correção para baixo registrada em maio foi puxada pela produção no RS, por causa do clima. A produção gaúcha está agora estimada em 11,2 milhões de toneladas. Com isso, a produção gaúcha ficará 39,3% abaixo que a de 2019.

Conforme a nota do instituto, “o Estado vem sofrendo com uma forte seca desde dezembro de 2019, e que se estendeu até o mês de maio, prejudicando grande parte das áreas produtoras de soja. A escassez de chuvas influenciou diretamente o rendimento médio do grão, que deve ficar próximo de 1,9 toneladas por hectare, uma queda de 40,7% na comparação com a média estadual de 2019”. Com relação à cultura do arroz, o IBGE apontou que a produção deverá somar 10,8 milhões de toneladas e ficar 5,3% acima da safra de 2019. Segundo a entidade, “a região Sul, que concentra cerca de 83% da produção nacional, apresentou um incremento de 2,6%, por causa do aumento de 2,4% na produtividade da cultura”. A alta esperada na produção será conseguida mesmo com o declínio de 2,8% na área plantada, devido ao acréscimo de 7,4% na estimativa do rendimento médio, que deve ficar em 6,5 mil kg/ha.

Novo Plano Safra será anunciado

Na semana passada, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, confirmou que o Plano Safra 2020/21 será divulgado no dia 17 de junho. Ela disse, entretanto, que ainda não tem a taxa de juros fechada para o próximo ciclo agrícola, com início em 1º de julho. Conforme a ministra, a prioridade no crédito rural para a temporada 2020/21 será, novamente, os pequenos e médios produtores. Tereza Cristina ressaltou que é necessário “viabilizar os pequenos produtores, para que eles entrem cada vez mais no sistema de produção de alto nível e tenham mais renda”.

Mais de 45 mil produtores beneficiados

O programa Troca-Troca de Sementes de milho e sorgo, que encerrou na sexta-feira, dia 5, para a safra 2020/21, registrou bom volume de pedidos. Foram comercializadas 134.249 sacas a um preço 12,5% menor em relação ao ano passado e com subsídio de 28% no valor das sementes para os financiamentos. Os 45.692 agricultores fizeram os pedidos através de 493 entidades em 386 municípios do RS. A entrega das sementes deve começar na primeira quinzena de julho.

Alerta para a tristeza parasitária

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) emitiu um alerta para que os pecuaristas redobrem os cuidados com o controle do carrapato bovino, visando evitar contaminações por Tristeza Parasitária Bovina (TPB), complexo de três agentes que podem ser transmitidos por este parasita e que é a principal causa infecciosa de mortes em bovinos no RS. Ações de controle do carrapato são necessárias para evitar que os surtos continuem ou se ampliem. Transmitida pelo carrapato, a TPB é responsável pela perda de 100 mil animais por ano no RS, conforme estimativa da Seapdr. Ela também causa prejuízos devido à anemia e redução no ganho de peso do rebanho, bem como redução na produção de leite. Segundo dados compilados nos últimos dez anos pelo DDPA, o final do outono e final da primavera concentram a maior parte dos casos de TPB no Estado.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Copyright © 2021 Jornal Integração.