Conecte com a gente!

Colunista: Gustavo Inácio

Exportações do Agro batem recorde e superam os US$ 10 bilhões

Publicado

em

As exportações do agronegócio brasileiro de abril atingiram valor recorde para os meses de abril, suplantando pela primeira vez a barreira de US$ 10 bilhões. O recorde anterior das vendas externas para os meses de abril ocorreu em abril de 2013, quando as exportações foram de US$ 9,65 bilhões. O valor de abril deste ano (US$ 10,22 bilhões) foi 25% superior aos de abril de 2019 (US$ 8,18 bilhões). O recorde foi obtido em função, principalmente, do incremento dos embarques da soja em grão que cresceram 73,4%, com 16,3 milhões de toneladas, ou quase 7 milhões de toneladas a mais nesse mês em relação ao do ano anterior. A China foi o principal mercado importador do produto brasileiro, com a compra de 11,79 milhões de toneladas ou 72,3% da quantidade total exportada. A receita das vendas da soja em grão, em abril deste ano, saltou de US$ 3,30 bilhões (abril/2019) para US$ 5,46 bilhões (abril/2020), crescimento de US$ 2,16 bilhões. No contexto de crise internacional do Covid-19, houve forte crescimento da demanda por soja brasileira, com antecipação das exportações do produto, explica a nota da Balança Comercial do Agronegócio, elaborada pela Secretaria de Comércio e Relações Internacionais (SCRI) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Regras para a Expointer 2020

A Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) publicou na segunda-feira, dia 18, no Diário Oficial do Estado, o regulamento para a próxima edição da Expointer, em data a ser anunciada. O evento ocorre no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. A nova data será definida pela comissão executiva do evento, conforme a evolução do quadro do coronavírus no Rio Grande do Sul. “Queremos propor que a Expointer deste ano seja uma feira de retomada econômica, em que vamos proporcionar aos produtores, expositores e público visitante oportunidades para reaquecermos a economia do Estado depois de termos passado por momentos tão difíceis, como a pandemia do novo coronavírus e a seca que vem atingindo o nosso Rio Grande. Estamos atentos à evolução da pandemia aqui no RS, mas não deixaremos de nos preocupar com a organização da feira, que este ano comemora os 50 anos do Parque de Exposições Assis Brasil”, disse o secretário Covatti Filho. O valor do ingresso será o mesmo do ano passado, R$ 13 para inteira e R$ 6 para meia entrada. O regulamento também apresenta a tabela de preços das áreas comercializadas para estandes e das publicidades a serem exibidas no evento, além de estabelecer regras para entrada e saída de veículos e montagem de estandes pelos expositores.

Soja, arroz e milho em alta

A semana foi marcada pela manutenção dos preços em alta das três principais culturas da safra de verão. O preço médio do arroz em casca na quarta-feira, dia 20, fechou em R$ 62,68 sc/50kg, uma variação no mês de 9,54%, segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq-USP). Todavia, em Capivari do Sul e na região, o preço médio chegou a R$ 65,00 na semana, dependendo a porcentagem de grãs inteiros e a variedade comercializada. Já a soja na mesma data era cotada a R$ 110,00 sc/60kg no Porto de Rio Grande, segundo o site Notícias Agrícolas. O milho, por sua vez, também vem mantendo um bom retrospecto durante o mês, oscilando na maioria dos dias acima dos R$ 50,00 sc/60kg, conforme o Cepea.



Copyright © 2021 Jornal Integração.