Conecte com a gente!

Geral

Dia de Campo Estadual do Irga ocorre nesta quarta-feira

Henrique Pajares

Publicado

em

Grupo de visitantes na estação apresentada no Dia de Campo Estadual em 2019 (Foto: Divulgação/Irga)

No dia 22 de janeiro de 2020, o Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga) realiza mais um Dia de Campo Estadual. O evento será na Estação Experimental do Arroz (EEA) da autarquia, na Avenida Bonifácio Carvalho Bernardes, 1494, em Cachoeirinha, Rio Grande do Sul e terá início às 7 horas, com entrada franca.

A finalidade do Dia de Campo é demonstrar ao produtor os resultados de pesquisas desenvolvidas, mostrando cultivares, práticas de manejo, ferramentas de controle de plantas daninhas e doenças para melhorar o desempenho da lavoura, beneficiando o produtor.

Alusivo ao aniversário de 80 anos do Instituto, no dia 20 de junho deste ano, o Dia de Campo terá como tema “80 anos do Irga na orizicultura gaúcha”. Por isso, foi desenvolvido uma área com cultivares de destaque ao longo dos anos, como: EEA 404, EEA 406, Bluebelle, BR IRGA 409, IRGA 417, IRGA 422CL, IRGA 424, IRGA 424RI e IRGA 431CL, denominada de túnel do tempo, onde cada cultivar foi semeada com o manejo correspondente a época em que foi utilizada.

A gerente da EEA do Irga, Flávia Tomita, comenta que: “A perspectiva é iniciar muito bem o ano do octogésimo aniversário do Irga, mostrando aos produtores e público geral os resultados da pesquisa, favorecendo os orizicultores e a lavoura arrozeira.”

Além disso, quatro estações técnicas foram preparadas pelo Instituto:

Na estação 1, denominada de “Genética Irga”, será abordado temas como, materiais promissores, nova cultivar, resistência à brusone na genética Irga e manejo de brusone. Na safra 2018/19, 52,8% da área do Estado foram semeadas com genética Irga.

“IRGA 431 CL” será o tema da estação 2, com enfoque no manejo da cultivar para expressão da máxima produtividade e da excelência em qualidade de grãos. Na safra 2019/20 foi disponibilizada semente certificada para semear mais de 100 mil ha com a cultivar.

Na 3° estação, “Soja em terras baixas”, serão apresentadas cultivares adaptadas e níveis de manejo da soja visando a sustentabilidade e a expansão da cultura em terras baixas. Na safra 2018/19 foram semeados 312.105 ha de soja em terras baixas.

A última estação, “Manejo de plantas daninhas”, descreve o manejo da irrigação e os benefícios da antecipação e prejuízo em função do atraso da entrada de água no controle de plantas daninhas.

O roteiro contará com três oficinas técnicas, a primeira abordará o tema: identificação de brusone, a segunda, manejo integrado de pragas em arroz e soja, e por último, a terceira oficina será sobre semente certificada. No evento, será oferecido gratuitamente café da manhã e o tradicional carreteiro do Irga.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Governo do Estado prorroga data do leilão da CEEE-D

Henrique Pajares

Publicado

em

O governo do Estado, por meio da Secretaria Estadual do Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), anunciou a alteração no cronograma do leilão da Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica (CEEE-D), que agora está previsto para 31 de março 2021. Além da alteração na data de início da sessão pública do leilão, foi modificada a data para entrega das propostas, que ficou para o dia 26 de março de 2021.

De acordo com o secretário do Meio Ambiente e Infraestrutura, Artur Lemos Júnior, a prorrogação foi solicitada por interessados, motivada pela proximidade das datas dos processos de privatização da CEEE-D e da Companhia Energética de Brasília (CEB Distribuição).

“A prorrogação do leilão da empresa CEB-D, que atua na distribuição de energia elétrica no Distrito Federal, colaborou para essa alteração, assim como a realização do Leilão de Transmissão Aneel nº 1/2020 em dezembro de 2020, considerando que há grupos com interesses em ambos os ativos de transmissão e distribuição de energia elétrica”, afirma Artur.

Assim, a prorrogação na data vai proporcionar mais tempo para análises dos investidores em potencial e possibilitar maior chance de sucesso no processo de privatização da companhia.

Continue lendo

Geral

Cinco gaúchos de grupos de risco recebem juntos as primeiras doses da vacina contra Covid-19 no RS

Henrique Pajares

Publicado

em

Foto: Felipe Dalla Valle/ Palácio Piratini

O enfrentamento à pandemia de Covid-19 no Rio Grande do Sul ganhou nomes, sobrenomes e esperança. Depois de 10 meses de luta contra um vírus até então desconhecido, às 23h45 desta segunda-feira (18/1), o Rio Grande do Sul não teve o primeiro, mas os cinco primeiros vacinados.

Pertencentes aos grupos de risco prioritários do Plano Nacional de Imunizações, Eloina Gonçalves Born, de 99 anos, moradora do Residencial Geriátrico Donna Care; Jorge Amilton Hoher, 68 anos, médico-chefe do serviço de Medicina Intensiva da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre; Carla Ribeiro, 32 anos, da etnia kaingang e residente da Aldeia Fag Nhin, na Lomba do Pinheiro; Joelma Kazimirski, 48 anos, auxiliar de higienização do Grupo Hospitalar Conceição; e Aline Marques da Silva, 40 anos, técnica de Enfermagem CTI Covid do Hospital de Clínicas de Porto Alegre (HCPA), se tornaram símbolos do início da imunização no RS.

Os cinco receberam a primeira dose da CoronaVac em um ato simbólico no saguão do HCPA, nos últimos minutos do dia.

De um total de quase 6 milhões de doses da CoronaVac, vacina do Instituto Butantan produzida em parceria com o laboratório chinês Sinovac, o RS recebeu 341,8 mil unidades. Dessas, 170,8 mil – aproximadamente a metade do recebido – serão encaminhadas para o interior, a partir de Porto Alegre, na manhã desta terça (19/1) por via terrestre e aérea, com o apoio da frota de aviões da Secretaria da Segurança Pública (SSP).

A quantidade remanescente das vacinas ficará armazenada pelo Estado para o posterior envio e aplicação da segunda dose desse público, cuja previsão para aplicação é entre duas e quatro semanas após a primeira aplicação.

Continue lendo

Geral

Fies oferecerá 93 mil vagas para financiamento estudantil em 2021

Henrique Pajares

Publicado

em

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) vai oferecer 93 mil vagas em 2021. Com isso, o aporte financeiro do Ministério da Educação (MEC) será de R$ 500 milhões para viabilizar as vagas. Esses números estão no Plano Trienal do Fundo de Financiamento Estudantil, publicado no último dia de dezembro.

O plano traz a previsão para os próximos três anos. Nesse período, serão ofertadas, no total, 279 mil vagas. O Fies é o programa do governo federal que tem como meta facilitar o acesso ao crédito para financiamento de cursos de ensino superior oferecidos por instituições privadas. Criado em 1999, ele é ofertado em duas modalidades desde 2018, por meio do Fies e do Programa de Financiamento Estudantil (P-Fies).

O período de inscrições para o processo seletivo do Fies para o 1º semestre de 2021 é do dia 26 até as 23h59 de 29 de janeiro de 2021. O resultado será divulgado no dia 2 de fevereiro. Para os pré-selecionados em chamada única, o prazo para complementar a inscrição é de 3 a 5 de fevereiro.

Os candidatos não pré-selecionados na chamada única do Fies podem disputar uma das vagas ofertadas por meio da lista de espera. Todos os não pré-selecionados na chamada única serão, automaticamente, incluídos na lista de espera. A convocação por meio da lista de espera ocorrerá de 3 de fevereiro até o dia 18 de março de 2021.

  • Agência Brasil

Continue lendo

EM ALTA



Copyright © 2020 Jornal Integração. Desenvolvido por BLOOPER.